sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Enrole a ponta da linha até chegar próximo ao trabalho para facilitar o trabalho.

Com a linha enrolada, passe pela fenda que se formou no início do trançado...
...fazendo a volta por baixo...
... repetindo esse procedimento cerca de 6 vezes, até que pelo lado direito se forme uma espécie de anel.
Puxe a ponta da linha que ficou no início do trabalho, pela fenda formada, e amarre com linha que foi enrolada, tomando o cuidado de que não apareça no lado direito do trabalho. Para isso é que no início do trabalho, o nó foi feito a cerca de 1 cm do meio, para que fosse suficiente para ficar no lado do avesso.
Desenrole a linha e amarre a ponta com a ponta de linha que ficou do início do trabalho. Assim, o prego vai ficar com 1 par de fios, igual aos outros pregos. Como o tear tem 19 pregos em cada lado, um número ímpar, quando executarmos o trabalho haverá uma diferença na quantidade de tramas na última pétala. Assim, esse fio que foi amarrado ao meio do trabalho, ficando dobrado, servirá para formar o par de fios que faltará no final da trama. Prenda-o no prego que há fora da linha dos lados do tear. Reserve a linha palha enrolada para facilitar o trabalho.Esse tipo de problema não ocorre se o tear tiver um número par de pregos, e nesse caso, o procedimento de amarrar deverá ser feito no último prego do último lado.
Com a linha branca, meça 3 voltas em torno do tear e corte.

Junte as duas pontas da linha branca e passe na agulha.

Conte os pregos do tear e marque com um lápis a metade dos pregos de cada lado. No caso do tear com um número ímpar de pregos, a divisão não será exata, ficando uma parte com um número maior de pregos. Isso será compensando no lado seguinte.No caso de tear com número par de pregos a divisão será exata.
Passe a agulha por baixo do primeiro par de fios, à partir do meio do tear contado como na foto anterior.Passe a agulha pela alça formada pela dobra da linha e amarre, a cerca de 2 centímetros do centro.Esse procedimento é importante para que haja o menos possível pontas de linha no trabalho, permitindo um trabalho com melhor acabamento.

Com o fio branco preso no primeiro par de fios, passe a agulha por baixo dele, e por cima do seguinte, por baixo do terceiro par, e assim até até o final dos fios marcados como na foto onde dividimos os lados do tear. Isso fará uma trama de tear.

No final dos pares marcados volte com a agulha, agora passando invertido, ou seja, onde passou por cima, passe por baixo, e vice e versa. Puxe o fio e alinhe-o ao primeiro.Quando chegar ao fim da carreira, volte fazendo o mesmo procedimento, até completar 15 carreiras

Na 16 carreira, comece a diminuir 1 ponto de cada lado a cada carreira, até chegar a 3 pares de fios.

Para arrematar o fio podemos usar dois procedimentos: O primeiro, é passar a agulha por dentro dos fios das carreiras anterior até próximo ao meio.

Cortando o excesso.

O segundo procedimento é semelhante ao primeiro. Passe a agulha por dentro dos fios das primeiras carreiras à partir do fim da trama, depois separe os fios passando por dentro das tramas na horizontal, um fio para a direita...

... e o outro fio pela esquerda.

Repita os procedimentos formando 6 pétalas (número de lados do tear). Caso opte por fazer o arremate ao longo das pétalas, corte os excessos dos fios da linha branca e cole com cola para tecido (cola pano). Isso permite que os fios não se soltem e forme um bom acabamento, pois, depois de seca a cola fica transparente. Observar que depois de pronto o trabalho não deve ser passado por esse lado, pois a cola é plástica.

















































2 comentários:

SUELI disse...

OLÁ TDO BEM..... ADOREI O PAP DO TRABALHO NO TEAR....QUERIA SABER SE É POSSIVEL MONTAR COISA COM ESSE TIPO DE TRABALHO SE FOR COMO É A EMENDA VC DARIA A DICA?..GOSTARIA DE MANTER CONTATO COM VC MEU EMAIL É STARLAICE@YAHOO.COM.BR.... PARABENS SEUS TRABALHOS SÃO DIVINOS DEUS TE ABENÇOE....

Andrea Silva disse...

Amei seus trabalhos